28 de dezembro de 2017 às 11:11

Ano Novo: Um tempo de reflexão

"esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim"

Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. Filipenses 3:13-14

O Ano Novo é um chamado para refletir. Uma pausa na correria do final de ano para se avaliar o que foi feito do ano que se finda.

É a somatória dos sucessos e insucessos; das vitórias e das derrotas acumuladas durante o ano; das tristezas e alegrias; do bem que fizemos; do mal que evitamos fazer…

Das omissões ou das participações; do testemunho que demos ou da falta dele; do quanto oramos ou deixamos de orar; do quanto investimos na obra de Deus (missões) ou do quanto deixamos de investir; do quanto amamos ou deixamos de amar, enfim o quanto vivemos ou deixamos de viver.

O apóstolo Paulo no seu texto de Filipenses 3:13-14 faz uma, poderíamos dizer,  retrospectiva não simplesmente do ano que se encerra, mas sim de sua vida na face da terra.

O assunto do capítulo 3 de Filipenses é a exortação contra os maus obreiros e judaizantes (Fl. 3:2); contra os inimigos da cruz de Cristo (Fl. 3:18,19); contrastado com a excelência de Cristo (Fl. 3:8) e a maturidade cristã (Fl. 3:15,16).

É nesse contexto de defesa da fé genuína e da pureza da vida cristã que o apóstolo fala de seus anseios em conhecer intimamente seu Salvador (Fl. 3:8-12). E os versículos 13 e 14 do capítulo 3 seria, então, uma reflexão sobre a vida do apóstolo Paulo no Senhor.

Daqui, também, podemos tirar, para nós, algumas verdades eternas. São elas:

Devemos zerar a conta “esquecendo-me das coisas que atrás ficam”, isto é o que eu fiz no passado seja certo ou errado, bom ou ruim ficou para trás, a vitória de ontem não garante a batalha de hoje e a derrota de ontem não me fará um derrotado hoje.

Olhar para frente “avançando para as que estão diante de mim”, não podemos ser escravos de nosso passado, a nossa vida é um livro que ainda está sendo escrito. Cada dia uma oportunidade se apresenta diante de nós revestida da graça e da misericórdia do Senhor.

Estabelecer objetivos “Prossigo para o alvo”, onde está meu coração, o quê é de fato importante, que valor há, qual é o propósito, qual é o significado da minha vida, por quê eu estou aqui?

Reconhecer a recompensa “pelo prêmio”, vale a pena viver o evangelho, que nos livra do passado, nos dá sentido no presente e ainda nos recompensa no futuro!

Fonte: GospelPrime

comentários

Estúdio Ao Vivo