03 de janeiro de 2018 às 17:32

Bispo Marcos Pereira não é mais ministro de Temer

Presidente do PRB é o segundo evangélico que deixa o Governo

Após a saída de Ronaldo Nogueira (pastor da Assembleia de Deus e ex-ministro do Trabalho), o governo Temer agora perde outro ministro evangélico. O deputado Marcos Pereira, que é bispo licenciado da Universal, pediu demissão do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, nesta quarta-feira (3).

O pedido de demissão foi aceito pelo presidente. Em sua página do Facebook, Pereira publicou uma mensagem de despedida: “Caros amigos, colegas do PRB, povo brasileiro: entreguei hoje ao presidente Michel Temer meu pedido de demissão do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Cumpri com muita dedicação esta missão que me honrou muito. Abaixo segue a íntegra da carta. Obrigado a todos os secretários, servidores e amigos que fiz no MDIC nestes 21 meses. Saio satisfeito e feliz”.

Oficialmente, o bispo, que também é presidente do PRB, se desincompatibiliza do governo para “trabalhar” em sua campanha para deputado federal. Porém, pela legislação ele teria até o início de abril para se desligar do cargo de ministro.

Pereira ocupava o cargo desde maio de 2016, quando Temer assumiu interinamente a Presidência da República com o impeachment de Dilma Rousseff.

No ano passado, ele passou a ser alvo de um inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) devido às delações da construtora Odebrecht. Delatores afirmaram que ele teria recebido R$ 7 milhões. Ele também apareceu nas conversas gravadas pelo empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS.

Na gravação, Marcos Pereira não fala a palavra dinheiro, mas mencionou números. Em meio ao diálogo, Joesley citou a palavra ?saldo?, e o tom dá a impressão que estão tratando de repasse de propina.

O agora ex-ministro sempre negou as acusações de envolvimento em corrupção. Com informações das agências

Fonte: GospelPrime

comentários

Estúdio Ao Vivo