09 de outubro de 2017 às 12:00

Dia das Crianças: como economizar no presente?

"Os filhos são herança do Senhor, uma recompensa que ele dá" ? Salmos 127:3

Olá,

O Dia das Crianças se aproxima e muitos já se preparam para comprar o presente. É nosso papel zelar pelos pequenos, cuidar e ensinar os valores mais importantes na vida, como o amor e a bondade. Mas, nessa data comemorativa, é comum ir além e também presentear, afinal muitas delas ficam ansiosas pela “programação especial” e os possíveis presentes.

Antes de tomar qualquer decisão, a família deve agir com cautela, lembrando que é importante manter o orçamento financeiro equilibrado, ou seja, não se endividar com a compra do presente. Veja algumas orientações para economizar:

Caso a família esteja em situação financeira crítica, de endividamento ou inadimplência, além de buscar se educar financeiramente para sair desta situação, pode incentivar a criança a trocar um de seus brinquedos, livros e roupas que não utiliza mais com amigos, vizinhos ou primos.

Além de esta ser uma ocasião especial para comemorar o Dia das Crianças, ela gera o aprendizado de que quando algo que não serve mais para uma pessoa, pode ser bastante útil e bem-vindo para outra.

Que tal explicar para a criança que o presente não precisa ser algo comprado? Vocês podem fazer um passeio em família ou com amigos em um parque, ponto turístico ou museu â?" algo que ela queira e que saia da rotina.

Há diversos passeios gratuitos e muito legais na maioria das cidades, sem contar que essa experiência pode levar à compreensão de que o dinheiro não compra tudo.

Caso não tenha poupado dinheiro com antecedência, estabeleça qual valor pode gastar sem comprometer o orçamento e sem ser preciso se endividar.

Depois de escolher o presente, pesquise preços em lojas físicas e online e compre na que oferecer melhores condições de pagamento.

Não se esqueça de procurar por algo que seu filho realmente goste e deseje, pois do contrário o presente pode acabar “esquecido” logo logo.

Que tal aproveitar a ocasião para começar a dar mesada? Dessa forma os pais podem educar financeiramente os filhos, orientando a gastar 50% do que ganha para realizar seus sonhos no futuro.

O ideal é que a criança tenha no mínimo três sonhos: um de curto prazo (a ser realizado em até um mês), outro de médio prazo (em até seis meses) e um último de longo prazo (acima de seis meses).

Quem sabe no próximo Dia das Crianças, seu filho não esteja comprando o tão sonhado presente com o próprio dinheiro?

Fonte: GospelPrime

comentários

Estúdio Ao Vivo